Plantas com raízes aéreas: Veja esses exemplos

Você conhece plantas com raízes aéreas? Essas variedades de espécies viraram tendência e tem conquistado cada vez mais espaço na decoração de ambientes internos e externos.

A característica principal é que esse grupo de plantas não necessitam de terra para sobreviver. Geralmente elas na natureza vivem sobre outras espécies de maior porte, entretanto, não causam dano algum, porque a relação não é de parasitismo.

Publicidade:

Para ajudar você com algumas sugestões e dicas de manejo, preparamos esse texto com uma lista com os grupos de espécies para você cultivar em casa, apartamento, ou espaço particular.

Portanto, vem com a gente e continue a leitura para saber muito mais.

Você pode se interessar em ler também:

Publicidade:

Plantas com raízes aéreas: Veja esses exemplos

De uma forma geral, como as plantas com raízes aéreas são predominantemente encontradas em florestas tropicais, existem características e demandas muito similares entre elas.

Com isso, podemos mencionar alguns cuidados com esse tipo de cultivo que podem ser aplicados em praticamente toda espécie.

A primeira coisa que temos que ter em mente é que essas plantas se apoiam em outras árvores em busca de luz solar. Já que, geralmente no solo, em uma floresta do tipo, esse é um elemento bastante escasso.

Dito isso, veja as dicas para acertar em cheio nos cuidados com a sua planta:

  • Reproduzindo as condições na qual essas espécies estão adaptadas, o ideal é fornecer bastante iluminação indireta, ou cultivá-las em meia sombra, em alguns casos. Mas cuidado com a exposição direta em períodos muito quentes. Prefira o período da manhã ou no final da tarde;
  • A rega vai depender da variedade cultivada. Por exemplo, as orquídeas não podem ser molhadas com frequência, enquanto as bromélias demandam uma irrigação constante. De qualquer forma, atenção aos excessos;
  • Evite o cultivo em regiões ou estações frias. Elas estão adaptadas para regiões de climas quentes;
  • Molhe as folhas com um spray de duas a três vezes por semana.

Vale dizer que essas são informações gerais, é importante se informar especificamente sobre a espécie que você quer cultivar a fim de proporcionar as condições adequadas para o seu desenvolvimento.

Bom, agora vamos conferir os principais grupos de plantas com raízes aéreas. Confira!

Orquídeas

Plantas com raízes aéreas

A família das orquídeas, que somam mais de 25 mil espécies, também contam com plantas aéreas e é muito comum inclusive encontrá-las sendo comercializadas já presas a um pedaço de madeira.

É uma excelente espécie para ambientes internos e não requer muita manutenção. Sendo assim, essa planta não precisa de uma rega tão frequente, o excesso pode levar a planta a morte rapidamente.

A irrigação então deve ser feita pela manhã com um borrifador. Dessa forma, borrife nas raízes e depois nas folhas. O principal é manter as orquídeas em ambientes úmidos, quentes e com iluminação indireta. Você pode fertilizá-las com produtos específicos para essa espécie e cultivo.

Bromélias

Plantas com raízes aéreas

As bromélias são um grupo também muito grande e se apresentam de várias formas e cores. Demandam muita umidade e a exigência em relação a exposição solar vai depender da coloração das suas folhas.

Dentro da família das bromélias está o gênero das Tillandsia, com mais de 650 espécies, que especialmente são as variedades que mais chamam a atenção pelo seu aspecto particular.

Nesse caso essa espécie absorve os nutrientes pelas escamas que possuem, portanto não têm raízes. Logo, não precisam de substrato algum, e o manejo é apenas borrifar água nas folhas três vezes por semana ou mergulhar a planta em um recipiente com água uma vez na semana.

Existe ainda uma grande variedade estética, podendo apresentar flores com cores diversas, a depender do exemplar.

Samambaias

Plantas com raízes aéreas

Já as samambaias, apesar de tecnicamente não apresentarem de fato raízes aéreas, vale incluir na lista porque podem ser cultivadas da mesma forma, ou seja, em vasos aéreos. É uma espécie rústica e bastante adaptável, perfeita para ambientes internos.

Além disso, o seu desenvolvimento acontece de forma rápida e suas folhas podem alcançar um grande comprimento. O cultivo recomendado é em meia sombra, onde a exposição solar acontece predominantemente de forma indireta.

O local também precisa apresentar uma certa ventilação e a rega deve ser feita a fim de manter o substrato úmido, mas nunca encharcado.

Conclusão

Esperamos que com a nossa lista de plantas com raízes aéreas você tenha se inspirado para iniciar esse cultivo incrível e agregar um diferencial na sua casa ou ambiente pretendido.

Conta pra gente o que você achou e sua opinião sobre essas espécies, vamos gostar muito de saber sobre a sua experiência.

Obrigada por nos acompanhar até aqui.

Boa sorte e até a próxima!

Publicidade: