Cacto sem espinho: Descubra se existe mesmo ou não

Será que existe mesmo cacto sem espinho? Para esclarecer essa dúvida e também outras questões relacionadas. preparamos esse texto para você.

Para os apaixonadas por essas plantas, ter uma versão totalmente inofensiva seria uma excelente alternativa para deixar em locais diversos, considerando que essas espécies devem ser mantidas longe de crianças.

Publicidade:

Além disso, essa particularidade, para colecionadores, por exemplo, agregaria um diferencial entre os outros cactos, como uma raridade desse tipo.

Quer descobrir se é possível obter um exemplar assim? Vem com a gente e continue a leitura para saber muito mais.

Você pode se interessar em ler também:

Publicidade:

Cacto sem espinho: Descubra se existe mesmo ou não

Sim! Existe cacto sem espinho. Inclusive, não só uma variedade. É possível encontrar cultivares totalmente desprovidos dessas estruturas, ou, em alguns casos, com espinhos tão curtos que são incapazes de oferecer qualquer risco.

Vale mencionar que, de uma forma geral, os cuidados com os cactos são sempre os mesmos. Por serem plantas nativas de regiões predominantemente de climas quentes e secos, demandam certas características do solo e especificações de manejos.

Da mesma forma, são muito resistentes e por isso muitas pessoas gostam de cultivar essas espécies por não demandarem tanto cuidado.

Os elementos principais que você deve se atentar são:

  • Exposição solar: um fator essencial para o desenvolvimento e a saúde dos seus cactos é a exposição solar. Essa espécie precisa de incidência direta, por pelo menos oito horas por dia. Mas, vale dizer que, o melhor cultivo nesse caso é a sol pleno;
  • Intervalo entre as regas: o intervalo entre as regas deve ser espaçado, isso porque essa planta consegue armazenar a água em suas estruturas e o excesso de irrigação é muito prejudicial. Geralmente uma vez na semana já é o suficiente. Em momentos mais frios e úmidos o intervalo pode ser maior;
  • Características do solo: o solo ideal é o arenoso. Já que possuem uma alta capacidade de drenagem e são leves. Para preparar o substrato de forma adequada, utilize uma mistura que corresponda a 60% de areia grossa e 40% de húmus de minhoca.

Dito isso, confira abaixo a lista de cactos sem espinhos:

1 – Lophophora

Cacto sem espinho

Essa planta é conhecida no senso comum como peiote e é originária do México. É um cacto de porte pequeno e estrutura arredondada. Podem se apresentar em duas cores: verde-azulada ou verde-amarelado e as flores desabrocham no centro superior.

Vale dizer que é um exemplar belíssimo! Mas você precisa ter atenção se quiser comprar um, já que essa espécie, infelizmente, está em extinção. Opte sempre por produtores credenciados.

2 – Echinopsis subdenudata

Cacto sem espinho

Já nesse caso, é uma variedade relativamente comum. Não é difícil encontrar essa espécie sendo comercializada. Essa planta não é isenta de espinhos, mas não oferece risco, já que são milimétricos e nem sempre brotam.

Também possui uma forma globular, mas são formados por cerca de oito costelas. Sua coloração é verde escura e as flores dessa variedades são grandes e brancas, aparecendo na primavera e no verão.

3 – Mandacaru sem espinhos

Cacto sem espinho

Essa é uma espécie conhecida a pouco tempo, mesmo já existindo na natureza, sua comercialização é relativamente nova.

Na realidade esse destaque se deu quando produtores da empresa Naturayo, identificaram essa planta e começaram a sua reprodução em larga escala para alcançar os mercados de exportação com essa nova variedade.

Como qualquer mandacaru, possui coloração verde escura e estrutura comprida. No local aonde deveriam nascer os espinhos, se encontram apenas marcas brancas difusas.

4 – Astrophytum Asterias

Astrophytum Asterias

Ou cacto estrela, como é conhecido, é uma espécie pequena que atinge cerca de 5 centímetros de altura por 10 centímetros de diâmetro.

Sua tonalidade pode ser verde claro ou verde escuro, a depender da variedade e também das condições na qual está sendo cultivado.

Também podem ou não apresentar marcas brancas. De qualquer forma não possui espinhos e as suas flores aparecem no topo da planta na primavera ou verão.

5 – Astrophytum myriostigma

Cacto sem espinho

Esse cacto é popularmente conhecido como chapéu de bispo. Essa espécie também possui espinhos, entretanto, são inofensivos por serem extremamente curtos. Em muitos casos, essas estruturas nem chegam a se projetar para fora da planta.

Podendo assim, ser considerado “sem espinhos”. Sua forma é arredondada e as flores se desenvolvem no topo da planta. Além disso, pode chegar a 10 centímetros de altura e 20 centímetros de diâmetros.

Conclusão

Esperamos que você tenha gostado da nossa lista de cacto sem espinho e assim se sinta inspirado para iniciar esses cultivos. Conta pra gente o que você achou, vamos gostar muito de saber a sua opinião e sobre a sua experiência também.

Obrigada por nos acompanhar até aqui.

Boa sorte e até a próxima!

Publicidade: