Quantos tipos de pitaya existem? Veja as cores

Quer descobrir quantos tipos de pitaya existem? Quais as variações de cores da casca e da polpa, além de outras caraterísticas? Então você está no lugar certo!

Sem dúvidas a pitaya, também conhecida como fruta do dragão, ganhou muita popularidade nos últimos anos, especialmente na região sul do país. Isso porque essa planta se trata, na realidade, de um cacto, e sendo assim, está melhor adaptada para climas tropicais ou subtropicais.

Publicidade:

Dessa forma, tanto para o consumo, como para o cultivo, muitas pessoas passaram a se interessar na variedade de tipos desse fruto.

Então, para esclarecer essa questão e também conhecer melhor as características de cada tipo de pitaya, preparamos esse texto. Gostou? Vem com a gente e continue a leitura.

Você pode se interessar em ler também:

Publicidade:

Quantos tipos de pitaya existem? Veja as cores

Existem três tipos de pitaya, que se diferenciam essencialmente pelas cores e maior concentração de certos nutrientes. Já que em relação a textura da polpa e o sabor adocicado característico é basicamente o mesmo em qualquer variação.

Confira quais são:

  • Amarela;
  • Vermelha ou rosa;
  • Branca.

O tipo mais comum é a pitaya branca, que não é tão doce quanto as demais. Já o fruto com coloração da casca amarela, é a variedade considerada mais diferenciada.

De qualquer forma, todos os tipo são frutas realmente versáteis, podendo ser consumidas in natura e de várias outras maneiras, como sucos, bolos, sorvetes, doces, etc.

Além disso, o consumo regular da pitaya beneficia muito o nosso organismo, principalmente se houver a possibilidade de inserir na alimentação do dia a dia as três variedades. Já que, cada tipo possui benefícios específicos para o nosso organismo.

Bom, mas agora que você já sabe quantos tipos de pitaya existem, vamos conferir melhor as características de cada uma de forma individual.

Pitaya amarela

Quantos tipos de pitaya existem

A pitaya amarela, na realidade possui a polpa branca, como a variedade mais tradicional. Entretanto, a sua casca possui essa coloração diferente.

Para além do aspecto da casca, esse tipo é mais adocicado e saboroso, que as outras duas variações. Além disso, é rica em flavonoides, que é um poderoso antioxidante que atua na prevenção de inúmeras doenças e no combate ao envelhecimento precoce.

Além disso, essa mesma substância, é um poderoso anti-inflamatório. Essa característica também é presente em grandes quantidades na pitaya branca, já que a polpa de ambas são brancas e se assemelham em relação aos aspectos nutricionais.

A pitaya amarela se desenvolve na natureza principalmente como uma espécie trepadeira.

Pitaya vermelha ou rosa

Quantos tipos de pitaya existem

No caso da pitaya vermelha ou rosa, porque pode ter uma tonalidade mais ou menos intensa, a casca e a polpa corresponde a mesma coloração. Esse tipo do fruto é levemente mais adocicado que a versão branca.

A coloração intensa que a variedade possui se dá pela grande quantidade de uma substância particular, o licopeno. Esse mesmo elemento é o responsável pela cor intensa dos tomates, pimentão, caqui, etc.

O licopeno, além da ação antioxidante, é um poderoso aliado no combate a doenças ligadas ao coração, olhos, célula e no também na prevenção a canceres diversos.

Pitaya branca

Quantos tipos de pitaya existem

Por fim, a variedade, que como mencionamos, é a mais comum, esse tipo possui a casca rosa e a polpa branca. Apresenta uma textura mais aguada que as demais.

Por isso mesmo, em épocas como o verão, essa versão é muito consumida pela quantidade de líquido e eletrodos que possui.

Apesar de ser menos saborosa é também a versão mais versátil na preparação de receitas. Além disso, possui em grandes quantidades os mesmos antioxidantes que a pitaya amarela tem.

Benefícios do consumo da pitaya

Além das substâncias que se diferenciam predominantemente entre as pitayas com polpa branca e a versão colorida, essa fruta possui muitos benefícios em comum para a saúde. Vamos conferir?

  • Ajuda na perda de peso;
  • Fortalece os ossos;
  • Ajuda no melhoramento da digestão;
  • Regula os níveis de açúcar no sangue;
  • Fortalece a imunidade do organismo;
  • Contribui para reduzir o mau colesterol;
  • Atua no combate a anemia;
  • Ajuda na saúde cardiovascular;
  • Previne câncer;
  • Beneficia a pele;
  • Tem capacidade antibacteriana e antifúngica.

Além disso, possui uma grande quantidade de vitaminas e minerais diversos, que contribuem para um bom funcionamento do metabolismo e contribui para uma atuação adequada da tireoide.

Conclusão

Bom, esperamos que as informações que reunimos no texto tenham possibilitado conhecer quantos tipos de pitaya existem e suas particularidades.

Conta pra gente quantas variedades desse fruto você conhece e se está pensando em iniciar o cultivo dessa planta. Vamos gostar muito de saber.

Obrigada por nos acompanhar até aqui.

Boa sorte e até a próxima!

Publicidade: